Mudas

Estaquia, o que é? Características da técnica e como utilizá-la

Estaquia pode ser definida como uma das formas mais práticas de plantar usando mudas a partir de caules, folhas e raízes.

Por Rafaela de Almeida

A estaquia pode ser definida como um tipo de técnica de multiplicação de plantas através de mudas. Dessa forma, muitas espécies podem ser plantadas através de estaquia. Além disso, esse tipo de procedimento é um dos mais usados para a formação de novas plantas.

A estaquia é uma forma simples de multiplicar plantas através de uma planta mãe. Além de ser uma forma prática e mais rápida de obter outras plantas.

Apesar disso, algumas espécies são mais difíceis de se multiplicar naturalmente. Por isso, há tentativas falhas, quanto ao processo, que podem ocorrer. Por isso, antes de tentar criar uma nova planta a partir da estaquia, esteja ciente de que nem sempre dará certo para todos os tipos de plantas.

O que são as estacas?

As estacas, usadas para a técnica de plantio conhecida como estaquia, são partes da planta separadas da planta mãe e que se regeneram posteriormente, formando uma nova planta. Também pode ser definida como uma forma de muda.

Estaquia: conhecendo a técnica de plantar usando estacas
Fonte: Portal Agropecuário

Geralmente, as estacas podem ser galhos já desenvolvidos retirados de uma planta de origem saudável.

No entanto, não basta apenas arrancá-lo da planta e colocá-lo na terra, é preciso ter alguns cuidados ao replantar um galho novo e existem algumas formas que podem variar de acordo com a espécie e tipo de planta.

Tipos de estaquia

Existem algumas formas de se fazer estaquia, as mais comuns são as estaquias de caule, de raiz e de folhas. As estaquias feitas a partir de caule são as mais comuns, logo as mais eficazes também.

Esse tipo de estaca se regenera com facilidade, pois as gemas do caule já estão desenvolvidas. As estaquias de raiz são pouco utilizadas, já que podem causar danos à planta de origem se não forem retiradas corretamente.

Por fim, as estaquias feitas com folhas são comuns, assim como as estacas de caule. No entanto, esse tipo de estaquia funciona para plantas específicas como a espada de são Jorge. Nessa estaca, é necessária a criação de caule e raízes.

Fonte: Cultivando

Passo a passo do plantio utilizando a técnica 

Antes de retirar a estaca de alguma planta, é aconselhável observar se a planta de origem está saudável. Por isso, uma planta bem cuidada, com regas e adubagem em dia, são mais recomendadas para o uso em estaquias.

Além disso, plantas saudáveis são mais propensas a dar origem a outras mudas, do que plantas menos saudáveis. O galho, ao ser retirado da planta mãe, necessita estar bem nutrido para poder conseguir formar raízes, por exemplo.

O galho a ser cortado precisa ter uma circunferência intermediária, não pode ser tão fino, tampouco muito grosso. Também é preciso ser um galho relativamente jovem.

Estaquia: conhecendo a técnica de plantar usando estacas
Fonte: Rosas de Jardim

Como fazer o corte da estaquia

Primeiramente, você pode escolher entre usar uma tesoura apropriada para jardinagem ou uma faca. Contudo, em ambos os casos, é necessário que o material tenha um bom corte e esteja afiado, além disso, precisa estar muito bem limpo.

Para limpar a tesoura ou a faca, basta lavá-la com água fervente. A limpeza do material contribui para não haver bactérias ou qualquer outro tipo de microrganismo durante o corte.

É necessário estar bem afiada, pois uma tesoura ou faca sem corte pode acabar mastigando o galho. O corte deve ser feito, preferencialmente, na diagonal.

Fonte: Plantei

Estaquia criando raízes

Depois de retirar o galho da planta de origem, ele precisa criar raízes. Existem duas formas de fazer com que a estaquia forme raízes: pode ser usado um recipiente com água ou colocá-la num outro recipiente com terra.

Para o uso do solo, é importante drena-lo, fazendo regas regulares até que ele crie raízes e possa ser replantado em seu local definitivo, seja ele solo firme ou vasos.

Estaquia: conhecendo a técnica de plantar usando estacas
Fonte: Ciclo Vivo

Outra forma é deixar o galho mergulhado em um recipiente com água, mas não submergi-lo, apenas 2 centímetros de água são suficientes para criar raízes, dependendo do tamanho do galho da planta a ser usado.

Para ambas as formas de criar raízes na estaquia, é importante oferecer água fresca e sombra. Neste período, as estacas ainda são muito sensíveis para serem colocadas no sol. Dessa forma, o ambiente mais indicado para deixá-las é um espaço arejado e com luz indireta, de preferência.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também sobre plantas que crescem rápido.

Fontes: O Dedo Verde, CPT Cursos, Forth Jardim, Raiz.

Imagens: Portal Agropecuário, Faz Fácil, Rosa do Deserto, Cultivando, Rosas de Jardim, Plantei, Ciclo Vivo.