Espécies

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma

As plantas medicinais são muito populares na cultura brasileira, chás e infusões são muito comuns para tratar diversos sintomas.

Por Rafaela de Almeida

-

Pela cultura popular, é muito comum o uso de plantas medicinais no tratamento de muitas enfermidades. Isso porque, alguns dos princípios ativos dos remédios muitas vezes são extraídos das plantas. Dessa forma, muitas pessoas optam pelo uso mais orgânico para curar ou melhorar sintomas de algumas doenças.

As plantas medicinais podem ser usadas de diversas formas, como chás, podendo ser inaladas, em banhos, ingeridas, por exemplo. A ação dessas plantas no organismo humano depende de seu preparo, isso porque alguns podem ser toxicas e venenosas se não forem preparadas corretamente.

Dessa forma, é preciso tomar cuidado ao fazer o uso de alguma planta medicinal. É importante se certificar da espécie que se trata e como ela pode ser utilizada para os tratamentos das enfermidades. Por isso, antes de fazer o consumo tenha ciência de que aquela planta vai ajudar na cura do sintoma e não ter um efeito contrário ao esperado.

Cuidados antes de usar plantas medicinais

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: The Greenest Post

Antes de fazer o uso de alguma planta medicinal é importante ter certeza de que aquela espécie pode ser usada para o tratamento que você procura. Além disso, opte por usar a planta de forma mais orgânica possível, isto é, dê preferencia para plantas orgânicas, livres de agrotóxicos.

Vale lembrar que é melhor evitar plantas para uso medicinal murchas, ou amareladas, quanto mais a planta estiver fresca melhor. Outra forma de usa-las é estando seca, principalmente para chás. Para secar a planta deixe-a secar em sombra, não há necessidade de coloca-las ao sol.

Além do cuidado ao escolher o estado da planta, fique atento a parte da planta que pode ser usada para o consumo, principalmente. Isto é, algumas plantas possuem partes toxicas ou venenosas, antes de ingeri-las certifique-se se folhas, caule e flores podem ser consumidos.

As plantas não devem ser armazenadas por muito tempo, por isso tente consumir o mais rápido possível para aproveitar seus benefícios.

Possíveis contraindicações

Fonte: EAD Plus

Outra observação importante é não fazer o uso de determinadas plantas medicinais em casos de gestação ou amamentação, visto que algumas plantas podem ter efeitos diferentes ao organismo nessas condições. Por isso, é importante consultar um profissional da saúde antes do consumo.

Além disso, evite misturar espécies de plantas para fazer chás, por exemplo. Nem todas as espécies podem ser consumidas juntas, pois seus princípios podem ter efeitos diferentes quando consumidos juntos.

Por fim, não consuma plantas medicinais em excesso. Apesar do uso ser comum ele não deve ser exagerado. As plantas medicinais podem ajudar no tratamento de muitos sintomas, mas se consumidas em excesso podem desencadear outras respostas do organismo.

Lista com algumas espécies populares

Separamos algumas espécies de plantas medicinais que podem ser encontradas com facilidade na natureza. Além disso, podem ser usadas sem medo para tratar sintomas de enfermidades comuns como gripes e dores.

Alecrim

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Regional News

O alecrim é conhecido, não somente por ser um tempero para as mais variadas receitas, mas também por ser uma planta medicinal. Além disso, atualmente é usado com muita frequência na indústria de cosmético, principalmente para a produção de shampoos, condicionadores e produtos nesse mesmo segmento. Como planta medicinal pode ser usado como compressa para tratar hematomas, ou em infusões para aliviar dores.

Babosa

Fonte: Uol

Outra planta medicinal muito conhecida é a babosa, também chamada de aloe vera. Assim como o alecrim, também é muito usado na indústria cosmética. Além disso, pode ser usada para tratar ferimentos, acelerando o processo de cicatrização. Antes de usa-la, deixe que escorra o liquido amarelo da sua polpa. Para passar nos cabelos use-a cozida e esfregue no couro cabeludo, deixando agir por alguns minutos, depois enxague.

Camomila

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Trocando Fraldas

A camomila é uma das principais plantas medicinais populares em todo o mundo. Isso porque, seus princípios ativos são capazes de diminuir o estresse e a ansiedade. Também pode ser usada como anti-inflamatório. Além disso, assim como a babosa, é popularmente usada na indústria cosmética, tanto para tratamento capilares, quanto para produtos de cuidado com a pele. Pode ser usada em infusão, chás e compressas.

Valeriana

Fonte: Seleções

Essa erva é usada como planta medicinal há muito tempo, desde a Roma antiga. Entre seus agentes, os principais são capazes de diminuir o estresse e, principalmente, ajudar na melhora do sono. Sendo assim, é possível preparar uma infusão usando as folhas e raízes da valeriana e pode ser consumida quando sentir ansiedade ou insônia.

Tomilho

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Natureza Bela

Assim como a valeriana, o tomilho já era utilizado na Grécia e Roma como uma das plantas medicinais. Quem usava o tomilho acreditava que aumentava a força e a sabedoria. Além de ser utilizado como tempero na culinária, também é ótimo antisséptico, ajuda a aliviar os sintomas de resfriados como tosse. Sendo assim, pode ser feito o chá das folhas e consumido em seguida.

Pitanga

Fonte: Dicas de Mulher

A pitanga, embora seja uma fruta, também pode ser considerada uma planta medicinal. As folhas da pitangueira podem ser usadas em chás e infusões para prevenção do câncer, além de agir como bactericida. Também pode ser consumida em forma de chá algumas vezes ao dia.

Agrião

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Sabores Ajinomoto

O agrião, além de ser uma planta medicinal, é comumente usado como tempero, podendo ser consumido através de receitas salgadas e até mesmo sucos. É conhecido por se rum poderoso anti-inflamatório. Contudo, deve ser evitado em casos de gravidez.

Alfazema

Fonte: Blog das Flores

Além de ser uma planta medicinal, a alfazema é usada na indústria cosmética principalmente por conta do seu perfume característico. Além disso, possui substancias capazes de contribuir no tratamento para ansiedade e insônia. Dessa forma, seu óleo essencial pode ser usado diariamente, além de chás e infusões.

Alcaçuz

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Ativo Saúde

O alcaçuz é um tipo de planta medicinal muito popular, levemente adocicado. Pode ser usado para tratar dores de garganta, por exemplo, ou crises de tosse muito fortes. No entanto, não se deve abusar o uso, já que é muito doce além de poder aumentar a pressão arterial.

Alho

Fonte: MF Magazine

O alho, apesar de ser muito usado como tempero em várias receitas pelo mundo, também é considerado um tipo de planta medicinal. Seu uso pode ajudar no controle do colesterol, é capaz de aumentar a imunidade, além de possuir inúmeras vitaminas. Pode ser consumido como chá ou cru, apesar do gosto não ser agradável para muitos.

Arnica

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Natu Life

A arnica é um tipo de planta medical muito popular, usada principalmente como principio ativo para produção de pomadas e produtos para aliviar dores musculares. Apesar disso, pode ser toxica, por isso é importante não ingerir ou prolongar o uso depois de alguma alergia.

Boldo do Chile

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: FSM

O boldo tem propriedades capazes de tratar problemas no fígado. Por isso, geralmente o chá é consumido após bebidas alcoólicas serem ingeridas em grande quantidade. Além disso, a fruta do boldo também pode ser consumida na alimentação.

Calêndula

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Coisas da Roça

Apesar da calêndula ter um cheiro atrativo para a indústria cosmética, seu gosto não é muito apreciado. Era muito usada na Guerra Civil para tratar ferimentos das batalhas como cortes e afins. Além disso, compressas do chá ajudam a tratar fungos, enquanto o chá pode aliviar as cólicas menstruais.

Canela

Fonte: Hirota Food

A canela é uma planta muito popular. As cascas da arvore podem ser retiradas e usadas no dia a dia em receitas e outros fins. É comum seu uso em chás para tratar cólicas menstruais, por exemplo.

Capim limão

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: A Revista da Mulher

O capim limão é uma planta encontrada frequentemente em território brasileiro, apesar de ser popular na Ásia também. Dessa forma, o chá do capim limão pode aliviar os sintomas da ansiedade. Também existem inúmeros produtos feitos a base da erva, já que seu perfume é muito apreciado.

Carqueja

Fonte: Olhares

A carqueja, assim como outras ervas brasileiras, é muito popular por aqui. Seu chá pode aliviar dores no estomago. Além disso, reduz as taxas de glicose no sangue e é capaz de tratar úlceras.

Cáscara-sagrada

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Cura Pelas Plantas

A cáscara-sagrada é uma planta originaria da América do Norte, principalmente nos Estados Unidos. O seu chá é utilizado para tratar prisão de ventre, no entanto, atualmente é usada para remédios para emagrecer. Esse tipo de uso deve ser evitado.

Coentro

Fonte: Conexão Planeta

O coentro assim como o alho e outras plantas medicinais também é um tipo de tempero. Foi trazido da África e é usado principalmente como tempero para receitas salgadas. No entanto, possui propriedades medicinais e pode tratar cólicas estomacais, por exemplo.

Confrei

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Fortíssima

O confrei é uma planta medicinal que já foi muito utilizada nos anos 1980 para combater ulceras, mas deixou de ser usada com tanta frequência por conta de seus efeitos colaterais. Dessa forma, atualmente pode ser usado apenas em forma de compressa, já que sua ingestão é proibida.

Cravo-da-índia

Fonte: Beleza e Saúde

Outra planta com substâncias medicinais é o cravo-da-índia. O consumo desse condimento divide opiniões por conta do sabor. Apesar disso, seu óleo é usado com frequência na odontologia, pois contribui para o tratamento para ferimentos na boca. Além disso, é bastante utilizado na indústria cosmética e na perfumaria, na fabricação de velas e incensos, por exemplo.

Dente-de-leão

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Oficina de Ervas

O dente-de-leão pode ser considerado uma planta medicinal, apesar de não parecer. Além disso, suas flores amarelas podem enfeitar e dar sabor para saladas frescas. A ingestão dessa pequena flor pode ser muito benéfica, uma vez que possui propriedades como betacaroteno e sais minerais. Além disso, ajuda na prevenção de doenças relacionadas as mamas.

Erva-cidreira

Fonte: Medicina News

A erva-cidreira, ou melissa, é um tipo de erva muito utilizada no país para a preparação de chás e infusões. Assim, seu consumo contribui para a melhora do sono e no alivio de sintomas causados pela ansiedade. Além disso, é muito usada em perfumes e afins.

Erva-doce

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Globo Rural

A erva-doce, assim como a erva-cidreira, é muito popular. Além de possuir um perfume adocicado usado para a fabricação de perfumes, velas e outros produtos, pode ser usada para tratar inúmeros sintomas. Auxilia na melhora de dores estomacais e intestino.

Eucalipto

Fonte: Timbeter

O eucalipto pode ser encontrado com muito facilidade em território brasileiro. A inalação das folhas do eucalipto podem aliviar sintomas de gripes e resfriados, facilitando e melhorando a respiração e a dor. Além disso, pode ser usado como chá.

Guaco

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Remédio Caseiro

O guaco é uma planta medicinal tipicamente do interior do sul do Brasil. Antigamente era usado pelos indígenas para tratar ferimentos causados por cobras. Atualmente, é encontrada em remédios para problemas respiratórios como tosses, asma e bronquite. Dessa forma, pode ser usado como chá e infusão, além de compressas para ferimentos.

Guaraná

Fonte: Fundep

Outra planta medicinal bastante popular é o guaraná, embora seja conhecido comumente como ingrediente de refrigerantes. O guaraná é uma planta capaz de tratar o estresse. Essa planta pode ser usada em sucos e receitas como doces também.

Hortelã-pimenta

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: G1

O hortelã-pimenta é um tipo de hortelã com sabor e perfume mentolado com pitadas picantes. Essa planta medicinal é utilizada principalmente para tratar cólicas de má digestão e inflamações respiratórias. Pode ser consumida diluída em um pouco de suco de laranja ou abacaxi.

Jaborandi

Fonte: Dicas de Mulher

O jaborandi é uma planta medicinal cujo as propriedades são capazes de aliviar sintomas que atrapalham a respiração, pois estimulam as secreções a saírem do organismo. Geralmente é utilizado como expectorante. Dessa forma, pode ser utilizado como infusão, assim esquente um pouco da erva seca, cerca de uma colher de sopa, para uma xícara de água.

Laranja-da-terra

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Receiteria

A laranja-da-terra além de fruto, também é considerada uma planta medicinal. Pode ser usada para combater a insônia e o estresse. Dessa forma, use as flores da planta para preparar um chá e beba antes de dormir. Além disso, as flores da laranja-da-terra podem ser usadas para preparar compressas em ferimentos, mas deve-se evitar o sol depois de aplicar sobre a pele.

Louro

Fonte: Magazine Luiza

Na Grécia as folhas de louro eram assimiladas aos heróis e também significavam imortalidade, por isso era comum que as pessoas usassem coroas da planta na cabeça. Atualmente é usada no preparo de inúmeras receitas como tempero e também possui propriedades medicinais. O chá das folhas ajuda ao combate dos gases.

Malva

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Gazeta RS

A malva é uma planta com pequenas flores coloridas com propriedades que combatem ações bacterianas, além de ser anti-inflamatória. Dessa forma, pode ser consumida em forma de chá para tratar dores estomacais. Seu chá, sem açúcar, pode ser usado como gargarejo para tratar feridas bucais.

Macela-do-campo

Fonte: Conexão Planeta

A macela-do-campo, também conhecida como macelinha, com uso amplamente variado pode ser usado para tratar inflamações, além de ajudar no combate ao estresse e a ansiedade. Pode ser encontrado como óleo essencial, além de poder ser usado sobre feridas.

Pata-de-vaca

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Pense Natural

A pata-de-vaca é uma planta medicinal capaz de diminuir as taxas de glicose no organismo. Apesar disso, para o consumo controlado do chá de pata-de-vaca é necessário acompanhamento médico, pois as dosagens da erva variam de acordo com o tipo de diabetes, por exemplo.

Pimenta

Fonte: SPDM

A pimenta, principalmente a pimenta-do-reino, é um tipo de tempero muito popular na culinária brasileira. Antigamente, era uma das especiarias trazidas das Índias. Quando consumida na alimentação pode facilitar a digestão e aliviar algumas dores.

Rosa-mosqueta

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Claudia

A rosa-mosqueta é uma flor com inúmeras propriedades medicinais, antigamente era muito popular na Grécia. Além disso, é muito usada na indústria cosmética, pois é capaz de melhorar a textura da pele, além de clarear manchas.

Tamarindo

Fonte: My Ocean Drop

O tamarindo, além de uma fruta muito popular no país, também pode ser considerada uma planta medicinal. Dessa forma, pode ser usado para tratar prisão de ventre e dores intestinais. Para o consumo basta fazer um suco da polpa do fruto e consumir diariamente até que as dores cessem.

Unha-de-gato

Plantas medicinais: conhecendo espécies e como usar cada uma
Fonte: Revista Fitos

A unha-de-gato é uma planta medicinal com inúmeras funções analgésicas. Além disso, auxilia o fortalecimento do sistema imunológico. Dessa forma, pode ser consumida em forma de chá uma vez ao dia, mas é necessário observar a quantidade ingerida.

Então, o que achou de conhecer essas plantas medicinais? Que tal conhecer também Flor de hibisco: como cultivar em casa e benefícios do chá na alimentação.

Fontes: Blog Saúde, EAD Plus.

Imagens: Plantei, Observatório da Saúde, The Greenest Post, EAD Plus, Regional News, Uol, Trocando Fraldas, Seleções, Natureza Bela, Dicas de Mulher, Sabores Ajinomoto, Blog das Flores, Ativo Saúde, MF Magazine, Natu Life, FSM, Coisas da Roça, Hirota Food, A Revista da Mulher, Olhares, Cura Pelas Plantas, Conexão Planeta, Fortíssima, Beleza e Saúde, Oficina de Ervas, Medicina News, Globo Rural, Timbeter, Remédio Caseiro, Fundep, G1, Dicas de Mulher, Receiteria, Magazine Luiza, Gazeta RS, Conexão Planeta, Pense Natural, SPDM, Claudia, My Ocean Drop, Revista Fitos.