Dicas

Kokedama, o que é? Definição, como fazer e plantas mais indicadas

Kokedama é uma técnica japonesa para criar arranjos diferentes, que podem decorar ambientes de forma suspensa sem o uso de vasos.

Por Rafaela de Almeida

Você sabe o que é kokedama? É uma técnica oriental de decoração que consiste em bolinhas de musgo com plantas suspensas. Assim, várias espécies de plantas podem ser colocadas em arranjos com amarrações e podem ser usadas na decoração dos mais variados ambientes.

Esse tipo de arranjo garante a durabilidade e sobrevivência das plantas, embora sua forma seja peculiar. Isso porque, para o arranjo, são usados argila e musgo, capazes de envolver as plantas com segurança. Além disso, são boas opções para cultivar plantas ornamentais e fazer o diferencial na decoração.

Embora possa não parecer, é muito simples montar um arranjo do tipo kokedama. Contudo, é preciso escolher uma espécie de planta mais resistente e que vá ficar firme no arranjo.

O que é kokedama?

Kokedama é uma técnica tipicamente originária do Japão e significa literalmente bola de musgo, principal matéria prima do arranjo. O método de criação desse tipo de ornamento envolve a planta em uma mistura de materiais, geralmente argila, musgo, substrato e terra.

Kokedama: técnica japonesa para fazer arranjos diferentes
Fonte: Limão Nagua

Além disso, a maior parte dos kokedamas não utiliza nenhum tipo de material plástico, isso faz com que esse tipo de técnica para arranjos seja também ecologicamente correta.

Apesar de não usar vaso, é importante que, se colocada sobre superfícies, haja um recipiente embaixo, pois, com a água da rega, pode acabar sendo despejada para fora e molhá-la.

Como fazer o próprio kokedama?

Antes de começar a fazer o próprio kokedama em casa para decorar os ambientes, alguns materiais serão necessários. Contudo, não é preciso itens muito mirabolantes. O kokedama também é conhecido pela facilidade na hora de sua criação.

Para isso, separe musgo, substrato para planta, pedrinhas, argila, um material cortante, que pode ser uma faca, um estilete, uma tesoura e afins, linha de barbante ou sisal e uma planta de sua preferência.

Kokedama: técnica japonesa para fazer arranjos diferentes
Fonte: Sabor de Fazenda

Passo a passo

  • Primeiro, separe a planta desejada da sua terra de origem, tomando cuidado para não comprometer a saúde das raízes.
  • Posteriormente, misture o húmus com um pouco de água até que se forme uma pasta uniforme. Além disso, tome cuidado para não colocar água demais durante a mistura. Nesse processo, vá moldando a pasta de húmus até formar uma bolinha.
  • Ao moldar a esfera de húmus, abra um buraco no centro proporcionalmente do tamanho das raízes da planta escolhida.
  • Sendo assim, com o buraco feito, coloque um pouco da argila no fundo junto com algumas pedrinhas.
Fonte: Como Fazer Em Casa
  • Depois de preparar a bola de húmus, argila e pedras, coloque a planta escolhida posicionada dentro do buraco e complete com um pouco mais de húmus.
  • Em seguida, passe em volta de toda a bola um pouco mais de húmus umedecido, pressionando nas laterais para que ele fique firme.
  • Por fim, comece a passar o barbante ou a corda de sisal envolvendo todo o kokedama e finalize amarrando. Faça um cordão para que ele fique suspenso quando ficar pronto.

Espécies de plantas mais indicadas para kokedama

Muitas espécies de plantas podem ser usadas na criação de um kokedama. No entanto, algumas são mais indicadas por serem mais resistentes, além de ficarem harmoniosas na decoração dos ambientes.

Fonte: Under Cult

Plantas como cactos e suculentas, marantas, jiboias, samambaias e begônias são boas opções para a criação de kokedamas. Além delas, flores como lírio da paz, flor de maio, begônia e orquídeas também formam lindos arranjos suspensos com essa técnica.

Como cuidar do kokedama?

Assim como qualquer outro tipo de arranjo, o kokedama também exige alguns cuidados. Logo, é preciso se atentar às necessidades da planta do arranjo e o kokedama em si.

Kokedama: técnica japonesa para fazer arranjos diferentes

Os principais cuidados do kokedama estão relacionados a luminosidade, rega e adubação. Sim, a adubação e a escolha do substrato do kokedama são muito importantes para que ele fique firme e também não desmanche com o tempo.

Rega

A principal forma de regar um kokedama é usar a técnica de imersão que consiste em encher um recipiente com água proporcionalmente para afundar o arranjo.

Kokedama: técnica japonesa para fazer arranjos diferentes
Fonte: Nô Figueiredo

Para isso, não é necessário deixar o kokedama submerso no recipiente por muito tempo, nada mais do que dois minutinhos são o suficiente. Além disso, a frequência de rega por imersão pode ser feita a cada 10 ou quinze dias.

A rega também pode ser feita com um borrifador diretamente no kokedama, além de ser feita mais frequentemente. Outra maneira de regar o kokedama é usar um regador.

Luminosidade

Assim como a rega, a exposição solar varia de espécie da planta que está plantada no kokedama. Isto é, o kokedama não necessita de luz solar direta, por isso pode facilmente ser cultivado sob meia-sombra.

Fonte: Viva Decora

Adubação

Como todo substrato, o kokedama não é diferente: precisa ser adubado. Assim como qualquer outro tipo de cultivo, é importante adubar o substrato das plantas cultivadas no kokedama.

Kokedama: técnica japonesa para fazer arranjos diferentes
Fonte: Ama Kokedama

Para isso, recomenda-se o uso de adubo regularmente, de preferência a cada três meses ou quando for percebido que a planta necessita de um pouco mais de nutrientes para se desenvolver.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também como fazer arranjos de flores.

Fontes: Viva Decora, Tua Casa, Decor Fácil.

Imagens: Atelier Botânico, Limão Nagua, Ideias de Fim de Semana, Sabor de Fazenda, Como Fazer Em Casa, Shopping União, Viva DecoraNô Figueiredo, Ama Kokedama.