Dicas

Adubo orgânico – Como produzir e utilizar seu próprio adubo orgânico

O adubo orgânico é uma ótima opção para reaproveitar resíduos domésticos vindos da cozinha, ou esterco fresco de alguns animais.

Por Rafaela de Almeida

-

Ideal para hortas caseiras e uma ótima opção para deixar a terra de suas plantas ricas em nutrientes, o adubo orgânico é um insumo muito utilizado no ramo da agricultura e da jardinagem.

Dessa forma, é considerado uma alternativa prática e em conta para quem está a procura de nutrir o solo sem a adição de compostos químicos ou outros tipos de adubo, como os de origem animal. 

Há vários tipos de adubo orgânico, cada um com sua especificidade. Sendo assim, dentre essas opções, existem aqueles que podem ser feitos até mesmo com restos de alimentos gerados em sua casa ou apartamento

Tipos de adubo orgânico

A base do adubo orgânico está no produto da decomposição de matéria orgânica, ou seja, uma mistura rica em nutrientes. Dentre as inúmeras opções de adubo orgânico, há quatro principais. 

Adubo orgânico: como produzir e utilizar seu próprio adubo orgânico
Fonte: Ikebana Flores

Esterco de animais herbívoros, húmus de minhocas e grama são três opções de adubo orgânico muito utilizadas. Contudo, essas opções são recomendáveis por agricultores que possuam esses materiais orgânicos à disposição, como em fazendas.

O adubo orgânico gerado por esterco de animais herbívoros, por exemplo, leva cerca de um mês para ficar pronto para o uso. Já o húmus de minhocas, exige que seja montado um viveiro para a produção do adubo. 

A compostagem é uma opção mais simples e fácil de ser feita, já que a produção pode ser realizada em sua casa ou apartamento com materiais que você já descarta diariamente.

Os principais materiais orgânicos usados na compostagem são restos de alimentos como legumes, ovos, cascas de frutas, vegetais e folhas secas

Como produzir adubo orgânico?

O primeiro passo para começar a produzir adubo orgânico através da compostagem é selecionar dois recipientes, sendo o primeiro para a matéria orgânica e o segundo para recolher o chorume, gerado pela decomposição.

Além disso, esses recipientes podem ser até mesmo potes de sorvetes ou latas de tintas que você descarta no lixo. 

Fonte: Cobasi

Nos recipientes selecionados para separar os restos dos alimentos, faça furos no fundo para a entrada de oxigênio e saída do líquido. Embaixo desse recipiente, coloque o selecionado para armazenar o “chorume”.

Em seguida, garanta que o material orgânico esteja descartado no primeiro recipiente de forma a montar camadas, sendo a primeira camada feita com serragem e terra.

Entre as camadas de restos de alimentos, coloque camadas de material seco, como folhas, sempre intercalando. Além disso, para evitar mau cheiro, a primeira camada deverá ser uma camada de matérias secas.  

Deixe o material orgânico decompor por cerca de 20 dias, sem inserir novos resíduos. Após esse período, mexa na matéria orgânica para garantir a entrada de oxigênio na mistura, usando luvas e garfos de jardinagem. Faça isso por dois a três meses, tempo que o adubo orgânico levará para ficar pronto para uso. 

Adubo orgânico: como produzir e utilizar seu próprio adubo orgânico
Fonte: Bel Agro

Durante esse período, acompanhe o cheiro, textura, temperatura e cor da mistura, que não deve estar quente e com coloração marrom escura. O ideal é que a mistura fique, ao fim do processo, com cheiro de terra e que não suje a mão. 

Adubo e qualidade da horta

Não faltam opções de adubo orgânico para você usar na horta. E o melhor é que você pode produzi-las em casa, o que é bom para a sua horta e ainda serve para utilizar materiais que normalmente seriam descartados.

Fonte: Quinta Dellarte

Contudo, caso você não tenha tempo ou espaço para produzir adubo orgânico, saiba que você ainda pode utilizá-lo comprando-o pronto.

Além disso, o processo de adubagem pode contribuir de forma significativa para a qualidade do solo e das plantas cultivadas naquele substrato, principalmente plantas que produzem alimentos.

Então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também o que são plantas repelentes.

Fontes: Le Manjue, BelAgro, CiOrgânicos.

Imagens: Globo Play, Le Manjue, Ikebana Flores, CobasiBel Agro, Quinta Dellarte.