Espécies

Fitônia – Características da planta e principais cuidados ao cultivar

A fitônia é um tipo de planta que chama atenção pelo seu visual colorido, pode ter folhas amareladas, com tons em vermelho e verde.

Por Rafaela de Almeida

-

A fitônia é uma planta que chama bastante atenção pelo seu pequeno porte. Sendo uma planta originada em locais com grande quantidade de luz e calor.

No entanto, sempre preservada de receber luz devido às árvores mais densas, os ambientes ideais para o crescimento dela são aqueles que são quentes, com bastante umidade e um solo bem nutrido e úmido. 

Por esse mesmo motivo, a fitônia consegue se adaptar perfeitamente em terrários – mini jardins feitos em recipientes de vidro. Neles é possível criar um pequeno sistema ideal, em relação à água e iluminação, dependendo somente do cuidador.

Características da planta

As vantagens de se fazer essa miniatura é a observação do ambiente, pois é possível perceber o ciclo da água, dentre outros fenômenos biológicos.

Além disso, traz uma estética completamente diferenciada ao ambiente. Essa planta, portanto, não só se adapta bem nessa situação como traz ainda mais beleza ao terrário.

Fonte: Plantas em Casa

Fitônias são plantas de características bem singulares, além do seu tamanho, sua folha é muito chamativa, podendo variar suas cores dos diversos tons de rosa ao vermelho bem forte, com partes em verde. Se assemelhando bastante a um mosaico, essa planta é chamada no meio científico de planta-mosaico, bem simples não é?

Cuidados essenciais para a fitônia

A planta-mosaico é bem exigente quanto a sua iluminação. O melhor lugar para se posicioná-la é próximo a locais que são bastante iluminados, fazendo com que ela receba luz indireta.

Caso receba luz solar diretamente, suas folhas serão queimadas e você estará perdendo uma das grandes vantagens de se ter uma fitônia.

Fitônia: uma ótima opção para a decoração de todos ambientes
Fonte: Tua Casa

Por ser um elemento muito importante para o seu desenvolvimento, caso ela esteja recebendo a quantidade necessária de luz será visivelmente perceptível. Afinal, suas folhas serão menores e com as cores mais vibrantes. Portanto, caso ainda não esteja assim, é só movê-la até encontrar o espaço ideal para ela.

Rega

Dando sempre sinais visíveis, quando a fitônia fica sem receber água, suas folhas ficam murchas e aparentemente sem vida. Mas não se assuste, ao retomar a rotina de rega, logo elas estarão impecáveis e imponentes como de costume. 

Fonte: Selvva

É necessário cautela, caso seja regada mais que o necessário o seu caule ficará podre. O ideal é que ela fique com a terra sempre úmida e nunca alagada. É indicado a checagem, colocando o dedo da terra, a cada dois dias. Regando-a somente quando sentir a parte superior mais seca.

Adubação e solo

A chave para saber se o solo é propício para a criação destas plantas é colocando água no vaso e vendo se ela desce com facilidade ou fica retida na parte superior. 

Fitônia: uma ótima opção para a decoração de todos ambientes
Fonte: Hipó Cheio de Vida

Se ela desse com facilidade, significa que o solo possui uma boa drenagem, o que é bom para a fitônia. Porém, se ele não estiver ainda nessa melhor forma, acrescente um pouco de areia grossa para melhorar o desempenho do solo.

A nutrição do solo também é um fator importante para o seu desenvolvimento e deve ser de modo equilibrado, pois o exagero pode acabar sendo nocivo à fitônia.

O processo de adubação pode ser feito uma vez no mês, ou uma vez no bimestre, utilizando um adubo que contenha partes iguais de nitrogênio, fósforo e potássio

Outros cuidados com a fitônia

Para evitar o acúmulo de água na terra, opte por vasos que contenham um furo no fundo, para auxiliar no escoamento da água.

Em contrapartida, a fitônia necessita de umidade, portanto, a utilização de um umidificador de ar ou outras técnicas que aumentam a umidade do ambiente, serão de grande ajuda.

Fonte: Versatille

Outra questão quanto ao seu cuidado é sobre as inflorescências que elas vão criando com o tempo. É legal retirá-las com o dedo mesmo, pois elas não possuem muito valor quanto a vida útil da planta, quanto em sua apresentação estética.

Na verdade, essas florescências acabam gastando mais energia da planta, atrapalhando o desenvolvimento da fitônia. Porém, por outro lado, é um sinal de que sua planta está sendo bem cuidada, quanto a água, iluminação e seu solo sempre nutrido.

Por fim, por serem uma planta típica de lugares que não possuem uma grande oscilação climática, essa planta aprecia bastante um clima que se assemelham a esse. Portanto, acaba não tolerando climas muito frios ou ventos mais fortes.

Então, o que achou da matéria? Se gostou, leia também: Brilhantina – Principais cuidados e como fazer o plantio

Fontes: Minhas Plantas, Tua Casa, Plantas em Casa, Selvva.

Imagens: Casa e Festa, Plantas em Casa, Tua Casa, Selvva, Hipó Cheio de Vida, Versatille.