Dicas

Fertilizantes orgânicos – O que são, principais tipos e como utilizar

Os fertilizantes orgânicos são muito utilizados para o cultivo de plantas de forma menos agressiva do que os fertilizantes inorgânicos.

Por Rafaela de Almeida

-

Os fertilizantes podem ser usados no cultivo das plantas para auxiliá-las em seu desenvolvimento. Existem dois tipos principais de fertilizantes, os fertilizantes orgânicos e inorgânicos. Os fertilizantes orgânicos podem ser menos prejudiciais em relação ao uso dos fertilizantes inorgânicos.

Além disso, os fertilizantes orgânicos também podem ser produzidos em casa com resíduos domésticos e esterco. 

Outra vantagem do uso do fertilizante orgânico é poder reduzir o uso de materiais sintéticos e químicos no solo. Isto é, além de diminuir a possível poluição de lençóis freáticos, no caso de grandes produções e plantio em terra firme, você também reduz os gastos.

O que são fertilizantes orgânicos?

Os fertilizantes orgânicos são muitas vezes comparados com o adubo orgânico e, de fato, existe semelhança quanto às propriedades e a sua função para as plantas. Dessa forma, tanto os fertilizantes quanto o adubo são usados em prol do desenvolvimento das plantas.

Fertilizantes orgânicos: o que são e os principais tipos de fertilizantes
Fonte: RCR Ambiental

Os fertilizantes orgânicos podem ser oriundos de produtos da natureza, que são resultados de processos físicos e químicos. Além disso, podem ser enriquecidos com nutrientes ou não. Por isso, os fertilizantes são muito utilizados e fornecem nutrientes, na maioria das vezes, para a saúde das plantas também.

Diferença entre adubo e fertilizantes orgânicos

A diferença entre adubo e fertilizante se dá, principalmente, em relação à absorção do solo. Os fertilizantes orgânicos podem ser absorvidos pelo solo através de mineralização ou digestão, onde outros agentes colaboram no processo. Assim, bactérias, fungos, insetos e larvas agem juntamente no solo.

Fonte: A Lavoura

Enquanto isso, os adubos orgânicos passam pelo processo de mineralização. No entanto, neste processo, ocorre a transformação enzimática, responsável pela liberação dos nutrientes de forma gradativa. Por isso, a adubagem deve ser realizada de forma programada, uma vez que leva mais tempo.

Outro ponto importante é observar a origem dos materiais usados, tanto adubo quanto fertilizante. Isso porque materiais ricos em nitrogênio possuem decomposição mais acelerada, por isso são mais rapidamente absorvidos. Enquanto isso, materiais com menos nitrogênio se decompõem lentamente.

Alguns tipos de fertilizantes orgânicos

Existe uma variedade de fertilizantes orgânicos que podem ser utilizados durante o cultivo de plantas. Alguns desses tipos são mais comuns em grandes produções, como na agricultura de forma geral, por exemplo.

Além disso, alguns fertilizantes orgânicos são mais comuns em pequenas produções, cultivo de pequenas plantas e em hortas.

Bokashi

Embora tenha um nome diferente, o bokashi é um tipo de fertilizante comum. É encontrado como um adubo fermentado e composto de várias fontes de nutrientes. Além de fornecer nutrientes à terra, também é responsável pelo aumento de microrganismos presentes no solo.

Fonte: Faz Fácil

Dejetos ou esterco animal

Antes de usar qualquer dejeto animal é importante saber que muitas fezes de animais não são recomendadas para o uso em plantas.

Animais com alimentação equilibrada de ração e orgânicos, como galinhas e bovinos, são os tipos de esterco mais comuns para a fertilização. Além disso, a produção diária de resíduos desses animais pode ser aproveitada ao invés de ser apenas descartada.

Fertilizantes orgânicos: o que são e os principais tipos de fertilizantes
Fonte: CPT Cursos

Vinhaça

A vinhaça é um produto da produção da indústria sucroalcooleira. Esse resíduo é rico em nutrientes, como potássio, essenciais para o cultivo de muitas espécies de plantas. Além do mais, pode ser transformado em fertilizante orgânico ou usado para conter ervas daninhas.

Fonte: Biomassa e Bioenergia

Composto orgânico

Esse tipo de fertilizante orgânico é o mais encontrado para a comercialização. O composto orgânico pode ser retirado de várias fontes, incluindo vegetais e animais. Além disso, geralmente passam pelo processo de fermentação, até ser comercializado.

Fertilizantes orgânicos: o que são e os principais tipos de fertilizantes
Fonte: Sítio Duas Cachoeiras

Torta de filtro

Torta de filtro, assim como a vinhaça, é um tipo de fertilizante orgânico produto da indústria sucroalcooleira. Basicamente, possui entre as substâncias mais abundantes fósforo e cálcio, nutrientes essenciais para muitas plantas.

A torta de filtro pode ser utilizada também para auxiliar no processo de compostagem.

Fonte: Dinheiro Rural

Vantagens e desvantagens do uso de fertilizantes orgânicos

Dentre as maiores vantagens do uso de fertilizantes orgânicos está a absorção gradativa pelo solo. Isso faz com que não haja excesso de fertilização.

Outra vantagem é que esse tipo de fertilizante evita problemas que podem ser resultado do uso constante de fertilizantes, como a reaplicação e lixiviação do solo. Também contribui para a redução de custos, uma vez que são mais baratos do que os fertilizantes inorgânicos.

Fertilizantes orgânicos: o que são e os principais tipos de fertilizantes
Fonte: Horta Mania

Entre as desvantagens do uso de fertilizantes orgânicos está a complexidade da absorção pelo solo. Além disso, se os compostos orgânicos forem preparados de forma incorreta, podem ser prejudiciais para animais e seres humanos. Esse tipo de fertilizante requer mais reaplicações no solo, o que pode gerar mais trabalho.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também quais são as características das plantas carnívoras.

Fontes: Ecycle, Embrapa, Lavoura 10.

Imagem: RCR Ambiental, Ciclo Vivo, Uol, A Lavoura, Faz Fácil, CPT Cursos, Biomassa e Bioenergia, Sítio Duas Cachoeiras, Dinheiro Rural, Horta Mania, Global Fert.