Dicas

Composteira caseira – O que é, características e como criar uma em casa

A composteira caseira pode ser uma alternativa econômica na produção de adubo orgânico para as plantas cultivadas em casa.

Por Rafaela de Almeida

-

O processo de adubação para a criação de plantas em casa e auxílio no seu crescimento é de extrema importância. Dessa forma, uma das formas de se produzir adubos orgânicos dentro de casa é por meio de uma composteira caseira.

A compostagem consiste na transformação de restos de comida orgânica em adubo. Uma forma sustentável de promover a reciclagem, diminuindo assim a quantidade de dejetos que seriam anteriormente destinados a lixões e aterros sanitários. 

A composteira e a adubagem auxiliam no processo de manutenção do meio-ambiente. Isso porque reduzem a emissão do gás metano, um dos responsáveis pela desregulação do efeito estufa. Esse tipo de gás causa problemas como o aumento do aquecimento global, acarretando uma série de problemas para os seres vivos, principalmente problemas respiratórios.

Características da compostagem

O processo de compostagem é realizado por meio da ação de microrganismos. No entanto, por ser um processo natural pode ser bastante demorado. Uma forma de acelerar a compostagem é utilizar minhocas, fazendo com que a compostagem seja feita em aproximadamente 50 dias.

Composteira caseira: uma alternativa econômica para a compostagem
Fonte: Condomínios Verdes

Apesar de sua aparência e por habitar em terras, as minhocas são seres vivos inofensivos, não transmitindo nenhuma doença e, por isso, podem ser tranquilamente utilizadas dentro de casa. Além disso, mesmo que se esteja lidando com lixo orgânico, o sistema de uma composteira caseira não é nocivo para a saúde humana.

Existem cerca de 8 mil espécies de minhocas, o tipo mais recomendado para se utilizar na composteira são as californianas. Esse tipo de minhoca pode ser encontrado e adquirido em minhocários e lojas especializadas em produtos para plantas.

Como fazer a própria composteira caseira?

Fazer a própria composteira pode ser um processo bem simples e barato. Você vai precisar de três, ou mais, recipientes empilháveis de plástico e uma tampa. Sendo que estes recipientes serão interligados por furos, de mais ou menos meio centímetro de diâmetro.

Os furos feitos nos recipientes permitem a circulação das minhocas e o despejo do chorume, que vai ser produzido durante o processo de compostagem.

Fonte: Casa Vogue

O volume que a composteira caseira suporta depende exclusivamente da demanda de material orgânico. Por isso, critérios como a quantidade de membros da família e a quantidade de lixo orgânico produzido ao longo da semana devem ser levados em consideração.

A primeira caixa, que irá ficar mais próxima do chão, não deve conter nenhum furo, pois é nela que o chorume será despejado. Chorume é o liquido resultado do processo de decomposição, que também pode ser utilizado para a adubação das plantas.

A primeira caixa, que irá ficar mais próxima do chão, não deve conter nenhum furo, pois é nela que o chorume será despejado. Chorume é o líquido resultado do processo de decomposição, que também pode ser utilizado para a adubação das plantas.

Quais alimentos não se deve utilizar na composteira caseira

Não é interessante colocar nenhum alimento derivado de trigo, como bolo, massas ou pães. Esse tipo de alimento apresenta uma decomposição mais lenta em virtude da massa. Além disso, restos de carne podem causar mal cheiro e atrair animais indesejados.

Composteira caseira: uma alternativa econômica para a compostagem
Fonte: Faz Fácil

Outros alimentos, como frutas cítricas, ou plantas mortas também devem ser evitadas dentro da composteira caseira. Isso porque esses materiais podem ser nocivos às minhocas, que são os principais agentes aceleradores no processo de decomposição e compostagem.

Como fazer a manutenção da composteira caseira?

É interessante lembrar de alguns pontos que devem ser destacados durante o processo de compostagem. Dessa forma, quanto menor os pedaços de dejetos orgânicos, mais rápido irá ocorrer a compostagem, por exemplo.

Fonte: GQ Globo

Outro ponto importante é que toda vez que os restos de comida forem colocados na composteira é preciso mexer juntamente com os restos que já estão presentes na caixa. Pois, o maior contato com oxigênio vai ajudar no trabalho de compostagem realizado pelos microrganismos ali presentes, além de evitar o mau cheiro.

Outra forma de promover o processo de compostagem

Além da composteira caseira, em que são utilizadas minhocas,  existem também composteiras automáticas que realizam o mesmo processo em um período de apenas um dia, não necessitando de nenhum tipo de manutenção. 

Composteira caseira: uma alternativa econômica para a compostagem
Fonte: Biodiesel Brasil

Por isso, podem ser alternativas mais dinâmicas de decomposição e compostagem, contudo, não são tão econômicas quanto as composteiras caseiras ou domésticas.

Gostou desse post? Se você curtiu esse post, aprenda também como germinar sementes.

Fontes: Akatu, Ciclo Vivo, Ecycle.

Imagens: Social Bauru, Lisboa Zero, Condomínios Verdes, Casa Vogue, Faz Fácil, GQ Globo, Biodiesel Brasil.