Como Plantar

Como plantar rosas – Técnicas para cultivar roseiras no jardim

Você sabia que existem técnicas diferentes para cultivar roseiras? Aprenda como plantar rosas e ter uma das flores mais famosas no jardim.

Por Rafaela de Almeida

-

Saber como plantar rosas é interessante para quem deseja cultivar uma das flores mais populares no Brasil.

As rosas são conhecidas pela beleza, delicadeza e variedade de cores, embora as rosas vermelhas talvez sejam as mais lembradas. Isso porque as rosas vermelhas se tornaram conhecidas por serem usadas em buquês, cerimônias de casamento e decoração.

Além de um gesto delicado e afetuoso o presentear com rosas ter se estabelecido, também são ótimas plantas para ter no jardim.

Apesar do que possa parecer, plantar rosas não é tão difícil. Assim como todas as outras plantas, as rosas exigem alguns cuidados a serem seguidos na hora de fazer o plantio.

Além disso, existem algumas técnicas que podem ajudar a fazer o cultivo das rosas. Algumas delas são, por exemplo, usar batatas, e as formas mais comuns, que são utilizar mudas de roseiras já desenvolvidas.

Além do comum cultivo em jardins ou vasos, as rosas também se tornaram muito usadas em indústrias de cosméticos e afins. Pode ser aplicada em dermocosméticos, produtos de higiene e de limpeza, além de perfumes. Outra finalidade comum é a própria flor em corte para presentear em datas especiais, em forma de buquê ou em decorações.

Como plantar rosas: algumas técnicas para cultivar roseiras no jardim
Fonte: Os Mais

Como plantar rosas: passo a passo

Existem algumas técnicas que facilitam na hora do plantio, independentemente da escolhida esteja sempre atento ao local em que a planta irá ficar, a temperatura, terra, exposição solar e aos demais fatores que influenciam em seu crescimento.

Plantando muda de rosa em vasos

A forma mais comum, além do cultivo em jardim no próprio solo, é plantar as rosas em vasos. Para essa forma de plantar são necessários alguns itens como o vaso, de preferência que possua um ou mais furos no fundo.

Além da terra, com substrato próprio para o desenvolvimento da planta, brita, areia grossa e uma muda de rosa.

Para preparar o vaso é necessário colocar um pouco da brita em seu fundo, isso vai ajudar a água da rega a ser drenada. A terra deve ser misturada com a areia, geralmente a proporção para o vaso é de metade de terra e metade de areia. Dessa forma, depois de feita a mistura, despeje o conteúdo no vaso.

A mistura de terra e areia não precisa ser apertada ao colocar no vaso, apenas cubra o recipiente deixando um espaço suficiente para que a muda de rosa seja colocada. Feito isso, abra um buraco, não muito fundo, na terra e acrescente a muda no vaso. Vá cobrindo a muda de forma que ela fique sustentada na terra e está pronto.

Fonte: Mein Schoner Garten

Como plantar rosas usando batatas

Apesar de um pouco mais inusitada, essa forma de plantar rosas é muito simples. A batata irá ajudar a rosa a formar raízes e consequentemente se firmar abaixo da terra.

Para fazer o plantio usando a batata serão necessárias, além das batatas, um ramo de rosas, tesoura, algo que fure, como um parafuso, por exemplo, terra e garrafa de plástico, que pode ser de água, refrigerante e afins.

Primeiro prepare o ramo retirando todas as folhas e os galhos adjacentes da rosa. Feito isso, corta o ramo da rosa de maneira inclinada, de forma que o corte não fique reto na horizontal.

O caule precisa ter pelo menos 15 centímetros. Separe a batata, que não precisa estar descascada, e faça um furo usando um parafuso. Faça o furo na batata, mas sem que ele atravesse para o outro lado, necessariamente.

Depois de preparar o ramo da rosa e a batata, coloque o ramo fincado no furo de forma que a rosa fique firme. A rosa pode ser plantada com a batata tanto em vasos, canteiros ou jardins.

Escolhido o local, faça um buraco e cubra a batata inteira com a terra. A garrafa plástica pode ser usada para tampar a muda da rosa, dessa forma funcionando como uma estufa e ajudando em seu desenvolvimento.

Fonte: O Sagaz

Fazendo o plantio com sementes das rosas

Uma forma um pouco menos comum, mas ainda sim usada para fazer o plantio de rosas é usar sementes. Contudo, o cultivo através de sementes é mais lento do que usar uma muda, por exemplo.

Isso porque as sementes exigem um tempo para a germinação. Para plantar rosas usando sementes são necessárias, além das sementes, papel toalha, água oxigenada volume 3%, copos plásticos e vasos, caso não queira plantá-las em jardim.

Em um recipiente, ponha cerca de 200ml de água e algumas colheres de água oxigenada, mexa a mistura. Despeje as sementes das rosas no líquido e deixe de molho por cerca de 1 hora.

Depois desse tempo tire as sementes e coloque-as num papel toalha já umedecido e leve para a geladeira. As sementes começarão a germinar por volta de 12 semanas após serem colocadas em refrigeração.

É preciso se atentar e caso seja necessário coloque um pouco mais de água no papel toalha, pois ele não pode secar por completo. Depois de germinar, coloque terra em copos plásticos e adicione uma semente por copo.

O copo plástico precisa ser perfurado no fundo, para que a água da rega durante o processo possa ser drenada. Quando observar que as mudas estão crescendo é hora de plantá-las nos vasos ou no jardim.

Fonte: Portal da Cidade

Cuidados com a roseira

Depois de plantada a roseira precisa ser cuidado corretamente para que suas flores floresçam no tempo correto e saudáveis.

Assim como todas as plantas, é necessário que a roseira tenha regas regulares, isso não quer dizer que ela precisa ser feita todos os dias. Contudo, o ideal é que seja regada pelo menos uma vez na semana.

Além disso, é preciso observar o solo após a rega, pois ele não pode estar encharcado. Os melhores horários são os de sol mais forte, em torno do meio dia, logo, a incidência solar irá favorecer que a terra seque mais rápido e evite o seu encharcamento.

Como plantar rosas: algumas técnicas para cultivar roseiras no jardim
Fonte: Rosas de Jardim

As rosas são flores muito resistentes ao sol, por isso podem ser plantadas em locais com longos períodos de luz direta. Além dos cuidados com as regas e o sol, as roseiras também necessitam de um solo rico em nutrientes que favoreçam seu desenvolvimento.

Nesse sentido, é importante que o solo seja sempre adubado. Os intervalos de adubação após plantar as rosas podem variar quando for percebido que a planta tem apresentado dificuldades de se desenvolver.

Uma forma simples de adubar as roseiras é utilizar farinha de ossos misturada com cinzas no solo. Para fazer a poda, o recomendado é cortar os galhos que ficarem secos ao longo do desenvolvimento da planta, fazendo o corte sempre na diagonal.

Além disso, a poda também pode ser feita em galhos com pragas e fungos para prevenir que eles se espalhem por outros galhos.

Fonte: Sapo LifeStyle

Fontes: Viva Decora, Terra, Tua Casa, Ciclo Vivo.

Imagens: Linha Verde, Os Mais, Sapo LifeStyle, Portal da Cidade, O SagazMein Schoner Garten, Rosas de Jardim.